Antes de vir pra cá passei dias e dias imaginando como seria o primeiro cara por quem eu ia me apaixonar aqui em Londres. Imaginei vários tipos de caras, estilos, cor do cabelo ou gosto musical. Montei perfis na minha cabeça tipo um cara nerdinho moderno que adora Blur, tem um iPhone e usa um tênis fofo. Ou um daqueles mais bonitões que trabalham em uma empresa e são obrigados a usar terno todo dia, mas sabem exatamente o jeito certo de usar um terno, entende? Ou quem sabe um mais alternativo que me levaria pra todas as melhores baladas de eletro rock da cidade.

Óbvio que a minha primeira paixonite foi totalmente o oposto de tudo isso que eu pensei. Ele não é de Londres. Ele não tem olho claro, ele não conhece as minhas bandas favoritas e nunca ouviu falar em “Two and a Half Man” (não que eu goste da série mas COMO ASSIM ALGUÉM NO MUNDO NUNCA OUVIU FALAR DE TWO AND A HALF MEN?). Anyway…. Minha primeira paixonite em Londres gosta de música eletrônica, é admirador de carros (coisa que eu nunca nem reparo) e sabe o que ele faz da vida? É “hairdresser”! Hahahaha sério! Ele é cabelereiro. E eu garanto: não é nem um pouco gay. É engraçado porque se ele fosse do Brasil, seria impossível traçar o perfil dele e dizer que ele é cabelereiro. Mas ele tem grana, é heterossexual e diria até que faz o estilo mais “mauricinho” de ser.

O nome dele é Maikel. E eu já contei como conheci ele aqui no blog. Sim!!! Ele é o holandês da pornografia!!! hahahaha (quem não entendeu tem que ler o outro post antes de continuar esse, ok?)

A história toda da pornografia acabou sendo boa. Ele viu que sexo não era tabu pra mim e agiu super naturalmente, até fizemos piada depois. Um dia ele foi bater no meu quarto e quando eu abri a porta pra ele entrar, ele falou: “Você não ta vendo pornografia agora, né? Tem certeza que posso entrar?” hahahaha. Desde que a gente se conheceu, não nos desgrudamos mais. Ele é super legal e eu estava precisando de um amigo que falasse inglês preu poder treinar o meu e ter uma companhia pra fazer tudo que eu andava fazendo sozinha.

Como eu não sabia como funcionava essa coisa de pegar caras gringos, resolvi ser “a mulher da relação” e não tomar nenhuma atitude. O que eu queria mesmo era ver o jeito que ele ia chegar, como seria a abordagem e quanto tempo ela demoraria. Mas nossa… HAJA PACIÊNCIA! Demorou muito… A gente se via todo dia, nem que fosse só um pouquinho, mas nunca rolava nada. Fomos numa balada juntos, voltamos meio bêbados de mãos dadas, um dormindo no ombro do outro no ônibus… Mas beijo… Nécas. Um dia ele me chamou pra ver filme no quarto dele e eu pensei: “Opa, é hoje que a jiripoca vai piar!” mas… Acredita que a gente viu o filme inteiro debaixo das cobertas e só demos umas encostadinhas de corpo disfarçadas? Sabe quando você arranja desculpa pra encostar sutilmente na pessoa? Bom… O filme acabou, eu fui dormir e beijo… Nécas! Já não aguentava mais. Não sabia o que fazer. Ficava chorando no Twitter e pedindo dicas pra galera e alguém me disse que com os gringos funcionava assim: eles tem que ter CERTEZA que a outra pessoa também quer. E quando tentarem, a outra pessoa não pode fazer doce porque pra eles é vai ou não vai. Eles não iam ficar correndo atrás de mim depois. Então eu pensei: “Bom, legal. Vou continuar esperando…”. Confesso que até tava sendo gostoso esperar, sentir aquele frio na barriga sempre que ia chegando o fim do dia e eu sabia que ele ia bater na porta do meu quarto.

Ontem ele veio aqui e resolvemos sair. Já estava meio tarde então só jantamos e deu tempo de tomar 1 pint de cerveja (que aqui são aqueles copões grandes, uma delícia). Daí voltamos pra casa de metrô e… Já tinha rolado umas encostadas de corpo involuntárias porque o metrô tava cheio e tal. Então uma hora estávamos numa esteira rolante, parados com ela andando bem devagar… E só estávamos parados porque queriamos ficar lá por mais tempo, sabe? Encostamos o corpo meio que dando um abraço sem os braços. E eu sentia que a hora do beijo estava cada vez mais perto. Dava pra sentir arrepios porque a gente tava meio que se cheirando e se encostando e… PLOFT: quebrei minha promessa. Tomei a iniciativa e dei um beijo nele! :(

Não foi ruim, foi bem legal. Mas eu não devia ter feito, devia ter esperado. Poxa, pra quem já tinha esperado alguns dias, eu deveria ter aguentado mais. Mas enfim… Foi! E dai a gente se abriu um pro outro, eu disse que tava esperando aquele beijo há anos mas ele nunca dava… Daí ele me contou que, pelo menos ele, gosta de ter certeza que a outra pessoa quer também. E que ele tava sempre atrás de mim porque tava afim e tal mas só tinha tido a “certezeza” naquela noite. Gente??? Filme juntos, carinhos, mensagens fofas no Facebook… O que é deixar claro pra ele?

Chegamos em casa e ele acabou dormindo no meu quarto. Não poderia ter feito escolha melhor, já que minhas visitas só podem ficar no meu quarto até as 23h, mas ele MORA no meu prédio, então é sussa. Nem rolou nada de sexo e tal mas foi super gostoso, a gente encaixou legal. Ele tem mãos ótimas. Hahaha não pensem besteira, mas é sério. Ele sabe fazer carinho, mexe no cabelo do jeito perfeito e faz uma massagem de-li-ci-o-sa. É raro encontrar homens com tanta noção de carinho assim. Pena que ele só fica aqui até o final de setembro, então tenho que aproveitá-lo bastante até lá!

Pra quem tem me pedido posts sobre a viagem, aqui as coisas estão demorando pra acontecer pois as pessoas são muito fechadas e meu inglês ainda não tá tão bom… Daí fica difícil puxar papo. Fora que nas baladas, que é onde dá pra conhecer gente, as pessoas bebem TANTO que quase nem dá pra conversar. Daí junta a bebedeira com a música alta e meu inglês ruim… BLAU BLAU. Mas continuem acompanhando que só tende a melhorar ;D

 
18
Compartilhe esse post:

18 comentários em “Minha primeira paixonite em Londres”

  1. Adoreeei! ahahah Que bom que tudo fugiu do seu planejado (de como seria a sua paixonite; da sua espera). Porque mesmo você que tenha beijado, foi legal e foi “surpresa”. Ai, to adorando acompanhar sua viagem (aqui, no twitter e no site da STB). Muita sorte e sucesso aí! Beeijo!


  2. Que gracinha, Rê!
    Poste mais fotos, e boa sorte com a viagem :)


  3. Conta mais Rê! Adoro suas histórias.


  4. Até que foi rápido dona Rê! Mas é isso aí, vai demorar, mas você vai fazer vários amigos. Tenha PACIÊNCIA! hahaha


  5. Hahahahaha, ufa! Inda bem que ele não beija mal ;)


  6. Nina Pacheco

    05/09/2011 a 03:10:43

    hahaha mt fofo o post ! adorei o seu blog !!


  7. Oba!!!te falei que gringo espera, espera até ter 1000% de chance para dar o bote, e fazer doce já era! de qualquer forma a Holanda
    é ai do lado!!! E ryanair rules!!


  8. Estou adorando! Ele é uma gracinha, goste e aprovei! Beijinho carinhoso minha linda, amo você e tudo que faz!Coloque mais fotos para que eu possa vê-lo melhor! Bjs saudosos.


  9. Tô adorando isso, Rê! Faz uma semana que cheguei na França, então tô curtindo cada linha dos seus posts como se fosse minha vida aqui hahahaha

    Meu francês também não é dos melhores, as pessoas ficam muito bêbadas nas festas, mas tá delícia, tá gostoso! haha


  10. Você vai pra Londres e arruma um holandês. Eu venho pros EUA e arrumo um inglês. Esse mundo tá todo errado.
    Meu inglês tá morando temporariamente nos EUA, mas quando ele voltar, topa trocar de lugar comigo? hahaha


  11. Beatriz,
    mas a Holanda fica a umas 7 horas daqui. Não faz sentido eu ir morar nos EUA, I’m sorry… hahaha
    Boa sorte com seu inglês!!! :**


  12. [...] tudo aconteceu muito rápido. Em meu último post sobre o Maikel, contei que ele era a minha primeira paixonite em Londres. O fato é que a coisa evoluiu e agora estamos num relacionamento sério, fazendo planos para o [...]


  13. Que lindo!
    adorei essa história, parece uma daquelas comédias romanticas super gostosas!
    Fico feliz por você (apesar de ter descobrido seu blog hj ^^).
    Aproveita!

    Bjujus!


  14. Muito boa a história.


  15. morri com a historia.kkkkkkkkkkkkkkkkk


  16. Oie biscoito! Procurando no Google umas doideras que acontecem comigo e não sei como lidar achei seu blog huahuha!Adorei saber que você existe,pois o mundo precisa de mais pessoas criativas,determinas e loucas( uhahuaha vc é demais) como voce.Queria saber mais sobe o seu trabalho porque achei muito interessante o post que voce fez sobre a despedida do seu,para ir trabalhar em casa.Vi alguns post que vc fez e achei simplismente cativante (Combina encontro é uma droga._.), tem aquele toque de realidade,tipo,Pô meu olha o tanto de coisa que acontece em volta de voce!!Repare nas historias que te cerca!
    Finalmente,queria deixar escrito aqui que voce ganho mais um fan doido \o , e que um dia quando meu ingles e mandarin estiver “Entendivel” (O,O) vou te mandar varios bilhetinhos pedindo ajuda de como morar em um outro pais!
    PS: quando eu morar no Japão voce e Maikel podem se considerar convidados para passar um tempo aqui xD ,afinal voce vai amar…milhoes e milhoes de pessoas para voce conhecer e apresentar um mundo como o que foi apresentado a min pelo seu Blog!!
    beijos e abraços de um brasileiro que te acha demais!


  17. Uau Rodolfo,
    obrigada pelo comentário! hahaha você parecia realmente empolgado enquanto escreveu, massa isso.

    Agora que estou morando em Londres trabalho com internet. Sou editora do Yahoo e escrevo sobre a minha viagem para a STB, você pode achar meus posts aqui: http://www.embaixadorstb.com.br/categoria/diario-da-rebiscoito/

    Espero que você consiga alcançar todos os seus objetivos, principalmente esse louco de ir morar no Japão. Boa sorte! hehehe e continue acompanhando o blog :D


  18. [...] faço a menor ideia de quando e SE volto pro Brasil (assim, pra valer). Quando eu menos esperava, conheci meu namorado e, como num passe de mágica, a gente se apaixonou. Sabe aquela relação que já começa sem erros [...]



Deixe seu comentário