Antes de começar a ler o post, aperte play na playlist e entre no clima. Separei algumas músicas que estava ouvindo enquanto escrevia…

Não sou do tipo de mulher que sonha com o dia do casamento. Não me vejo de vestido branco, véu e grinalda entrando na igreja e sempre disse que só casaria na igreja se meu parceiro fizesse muita questão. Mas antes de atender aos desejos dele, com certeza eu deixaria bem claro que para mim, casar na igreja seria no mínimo hipócrita da minha parte, levando em consideração que o fato deu estudar em um colégio católico me fez perceber que sou agnóstica e não concordo nada nada com os dogmas da igreja. Fora que também seria um desperdício de dinheiro, né? Já fez as contas do tamanho da festa que dá para fazer com o dinheiro que a gente gasta casando na igreja? Mas enfim…

Apesar de não sonhar com um casamento tradicional, eu não tenho coração de pedra. Um dia vou querer me casar, comemorar esse acontecimento com alguma festa ou evento especial com as pessoas que amo. Mas não penso muito nisso pois pra mim esse dia ainda está muito longe e depende de outra pessoa, então qualquer decisão que eu tomar será modificada com os desejos do meu futuro marido. O que importa é que hoje estava dando uma lida nos meus feeds, e acho que essa coisa toda de estar morando fora e sentir muita falta da minha família, acabou me deixando mais sensível do que o normal. Me deparei com um site super fofo de um filmmaker de Toronto e comecei a assistir os filmes de casamento dele. Senti um misto de nostalgia, saudades da minha família… Mas o mais estranho foi que os vídeos me fizeram sentir um pouco “em casa”, como se eu fosse parte da família dos noivos. Acho incrível quando um artista tem a sensibilidade de nos fazer sentir coisas tão fortes com suas obras. Fora que as músicas que ele escolhe para os vídeos também são um show a parte, emocionam até o mais insensível dos mortais.



Me peguei pensando no dia do meu casamento, na minha família me arrumando… Mesmo não querendo casar de branco na igreja, o que me veio na cabeça foi essa coisa tradicional de ter a minha mãe perto de mim pensando nos últimos detalhes, a minha avó toda preocupada com o vestido… Meu pai me levanto para o altar… E o mais estranho é que eu consegui transportar essa história toda para o meu passado, como se ela acontecesse em um momento parado no tempo, fazendo da minha vida algo totalmente diferente do que é hoje. Me imaginei na casa em que eu morava quando era criança, com todo mundo na sala arrumando a decoração, como era quando a gente fazia festinhas de aniversário. O sentimento de nostalgia foi tanto que acho que dei um jeito de voltar no tempo e não mudar nada, como se eu tivesse vivido a minha vida ali sem ter passado por tantas mudanças. A saudades que estou da minha família aumentou umas 300 vezes. Pensei no meu avô, que já esta velhinho e com a saúde fraca… Provavelmente no dia em que eu me casar ele não estará lá e isso me fez chorar. Mesmo que eu não vá casar na igreja, como provavelmente ele gostaria. Eu sinto falta do meu passado, da minha família mais unida. E quando a gente está morando fora os nossos sentimentos ficam bem mais a flor da pele.

Será que vou ter minha família por perto no dia do meu casamento? Será que vai ser algo tão lindo e singelo, e eles vão se lembrar o quanto nos amamos e deveriamos nos aproximar mais? Será que vai ser no Brasil, será que todas as pessoas poderão estar presentes? Eu não quero casar na igreja… Mas se um dia eu me casar, só quero ter as pessoas que eu amo reunidas para nos lembrarmos o quanto é importante estarmos juntos.

E vocês, sonham com um casamento tradicional? Queria que assistissem o vídeo e me contassem nos comentários o que o vídeo fez vocês sentirem… Porque comigo foi tão forte que eu precisei escrever esse post. ❤

 
27
Compartilhe esse post:

27 comentários em “Eu nunca quis casar na igreja…”

  1. Re, te leio desde sempre mas acho que nunca comentei por aqui. Mas para tudo há uma primeira vez. Seu texto diz claramente o que houve com a minha vida nos últimos 1 ano e 8 meses. Como se vc tivesse pego aquela caixinha fechada dentro da minha cabeça e aberto! Mas acontece que eu vou me casar, dia 08/09 desse ano. E não na igreja. Eu vou casar num bar. Com o cara que eu conheci no twitter e que me fez pensar tudo isso. A dúvida se eu ia mesmo casar, como ia ser, como lidar com o fato de eu nunca ter pensado nisso, o sentimento de hipocrisia com casar na igreja. Mais as vontades dos nosso pais (que sim, pesam), a grana pra fazer acontecer um dia especial. Especial pra reunir quem a gente ama, quem nos ajudou, que nos faz feliz. Mais do que o ATO de se casar a gente queria ter essas pessoas juntas. Eu sou do interior de Minas, ele de São Paulo. Nós vivemos em BH.O menor dos problemas era o casamento. Mas nesse pensamento todo eu imaginei essa coisa toda, meu pai, minha mãe ajudando… E aí qndo der 2 anos e meio morando juntos vamos nos casar: no civil apenas, em um bar que tem um quintal lindo e que a gente ama, numa bela tarde, eu de branco, meu pai de braço dado e um amigo tocando Everlong do Foo Fighters – minha música favorita. Eu não me imagino mais sem casar! E morro de medo das famílias não conseguirem chegar, dos amigos não aparecerem! Hoje eu acho que temos sonhos que a gente nem sabe que tem. Só vivendo mesmo…


  2. Oi Rê Biscoito,

    Eu também nunca pensei em casar, mas confesso que depois que fiz 30 anos meu pensamentos começaram a mudar muito em relação a estar com alguém de verdade, morando juntos e porque não até com filhos. Essas coisas nunca passaram pela minha cabeça, porém a vida muda e os pensamentos também. Gostei do seu post e o vídeo é lindo, simples e comovente. Gostei bastante!!! All You needs is love! ❤ Bjos e boa sorte por ai


  3. Renata Tomaz

    28/01/2012 a 16:06:10

    Rê, amei o texto…acho que muitas mulheres hoje em dia realmente não pensam em casar e não sei, eu sou muito romântica nessa hora, quero algo tradicional, mas sem igreja. E isso eu e meu namorado já até conversamos, estamos planejando comprar um apartamento primeiro, morar juntos e casar com calma, sem fazer mil dívidas.
    Ele não curti essa coisa de festa e etc, mas ele meio que tá aceitando melhor a ideia e até curtindo, brinca sobre que quer usar terno de algumas formas, pensa nisso. Eu sei como quero meu vestido desde uns 15 anos, sempre quis muito casar, com direito a pedido de casamento com aliança de diamante(mesmo que seja dos pequenininhos). Mas não quero algo luxuoso, queria algo simples, o casamento mais próximo que vi que combinava ao meu gosto é o da blogueira e editora de beleza da Vogue do Brasil, a Vic Ceridono. O casamento dela foi maravilhoso, tem fotos e vídeo, e é bem bonito sem ser aquela coisa exagerada ou brega.
    Acho que casamento não precisa ser na igreja, até pq meu namorado é ateu(caso seja com ele mesmo que eu suba no altar, assim espero) mas quero isso pra mim, quero esse momento, quero essa lembrança. Não posso abrir mão disso, não sou capaz e tenho consciência que é um sonho meu ter esse dia na minha vida e na minha história de amor. Eu acho que mereço isso e quero isso, quero algo simples, como um jardim de inverno, juiz de paz, meus amigos mais próximos e família mais próxima. Tem só duas coisas que em emocionam com facilidade: França e casamentos, então chorei no vídeo…fazer oq. Mas adorei o tema \o/ e sei como é essa coisa de ficar fora do país deixar as emoções mais vulneráveis, meu irmão que é bem coração gelado passou 1 ano e meio fora na Nova Zelândia e depois alguns meses na Alemanha e foi a primeira vez e poucas que o ouvi dizer que me amava foi quando ele tava fora e sendo ele como é…é pq ele tava bem fragilizado emocionalmente. Adorei, beijos rebiscoito :)


  4. Confesso que quase chorei com o sue post e vim aqui escrever.
    Nunca sonhei em casar tbm, mto menos acho que eu dia encontrarei alguém que possa fazer eu mudar de idéia.
    Enfim, resolvi vir aqui compartilhar um outro vídeo lindo, que me fez ter a mesma sensação que vc teve vendo esse e que tem tudo a ver com o seu momento atual ai em Londres :)
    http://www.vestidadenoiva.com/casamento-marilia-rodolfo
    Bjs


  5. Karla Fantacini

    28/01/2012 a 18:11:37

    Rê,
    Não importa quando, como e onde, mas eu estarei lá.
    Beijos
    Karla


  6. Ah, já comigo é o contrário. Meu sonho é me casar numa igreja (católica por causa da minha religião). Até porque a meu ver o casamento é o matrimônio, então tem toda essa ligação divina. É meu sonho entrar numa igreja vestida de branco, com damas de honra segurando meu véu e com um buquê pra completar. Acho que lembra muito Deus, então é bom estar perto de Deus ;)


  7. Gabi,
    que lindo isso!!!! Amei a ideia do bar, principalmente por ser num lugar especial. O fato de ter todo mundo reunido num lugar especial como esse com certeza é mais incrível ainda. Muita sorte pra vc, espero que vocês sejam muito felizes! E fiquei feliz de você ter comentado aqui pela primeira vez para dividir algo super especial da sua história.


  8. Renata,
    fui até procurar as fotos do casamento dela pra ver. Que fofo esse seu comentário, não conhecia esse seu lado mais romântico… Adorei!


  9. Graziéeli,
    que vídeo incríííível!!!! Muito obrigada por ter compartilhado aqui, foi um dos casamentos mais legais que eu já vi!


  10. Oiii rebiscoito.
    começei a ver seu blog a pouco tempo,
    mais já suficiente pra te achar Legal.,
    Eu, sonho com um casamento tradicional,
    É uma das coisas que fazem parte da minha lista de sonhos.
    apesar de sair caro.
    É uma lembrança inesquecível, pelo menos é o que todos q casaram assim falam.
    Quando vejo vídeos como esse, eu me imagino vivendo aquelas cenas,
    sabe… Adoreii vc!
    \abraços, e sorte pra ti/


  11. Thank you!!!!!

    :)
    xo
    Naz


  12. Swdezerbelles

    29/01/2012 a 23:02:09

    Rê, me vi nesse seu texto. Eu nunca quis casar, na verdade me imaginava sim casada, mas não tão cedo, não antes de conquistar tudo aquilo que sempre sonhei.
    Mas daí a gente conhece uma pessoa que nos faz pensar mais seriamente nisso e qual não é a surpresa em ver que se está planejando uma vida junto a dela. Nós não casamos e não marcamos nada definitivo ainda, mas está decidido, nada de igreja.. queremos algo íntimo e simples. Juntar as pessoas que amamos, sentir a verdadeira essência disso tudo: o Amor.
    Eu nunca quis casar na igreja, penso em campo ou até mesmo praia. Pé no chão, vento no cabelo.. e uma boa viagem de lua de mel. Não precisarei de nada além disso pra ser feliz nesse dia que tem tudo pra ser o melhor da minha vida.


  13. Rê, te leio desde sempre e piro nas suas ideias.Te acho o máximo! Nunca pensei em casar, na verdade, era uma realidade que eu saberia que não poderia viver. Afinal, é foda ser gay saber que nao vai casar na igreja e tal com toda aquela pompa que sua mãe imaginou, ainda mais qdo vc ainda nem se aceitou. Era uma ideia que eu simplesmente ignorava.

    Depois de me aceitar e resolver esse lado da minha vida, eu penso sim em me casar, de um jeito diferente, nao vai ser na igreja, ;e claro. mas eu qro ter as pessoas que eu amo do meu lado nesse dia, nem que seja pra me verem assinar um singleo papelzinho e comer um belo churras depois, mas eu quero eles do meu lado.

    ;É pedir d+?


  14. Amei o video Rê .. simples mas luxo … será que dá para entender ?? hehe

    Pelo pouco que te conheço , através de seus belas linhas , percebi que este casamento é bem a sua cara …

    Se puder , ou quiser , visite meu blog , que fala exatamente sobre este momento mágico na vida de toda mulher ; momento esse que pode ser simples, luxo, baphonico ou apenas para assinar um papelzinho como nosso amigo Rick assim o disse (aliás Rick , desculpe a intromissão mas acho que vc é tá pedindo de menos viu , tem que pedir mais sim ) hehe …

    Bjuss e Boa Sorte !!!


  15. Oi Rê!
    Nossa, me identifico bastante com os seus posts.
    Sou boa com produções visuais… imagine que, lendo seu post decidi trabalhar com isso no futuro… Filmes de festas, tão lindo.
    Se um dia resolver casar-se… Conte comigo! E pra falar a verdade, um casamento, para ser sério, duradouro (ou o que você quiser que seja), não precisa ser realizado numa igreja…
    Na verdade, muitas vezes nem precisa ser realizado, não é?
    Beijos, continuo acompanhando-te.


  16. Vim para cá pensando estar no blog de uma pessoa que gosto, a Lidia. Mas, vejo todo mundo a chamando de Rê…?! Me perdi!

    De qualquer forma, um lindo post.
    Mesmo perto, sentimos que a família da gente, os amigos, fazem uma diferença.
    Também não tenho o minimo ensejo de casar. É uma coisa que nunca me passou pela cabeça. Ter filho também não, e hoje, sou avô… Pra vc ver como são as coisas.
    De qualquer forma, normalmente o casamento oficializa uma promessa que nem sempre podemos cumprir. Mudamos a cada dia, nosso par também, então como prometer sermos e sentirmos amanhã o que fomos e sentimos ontem? Não tem lógica…
    Casamento é uma consequência, não é um meio nem um fim de alcançarmos uma vida a dois. Caso não haja uma celebração diária, constante, do amor que possa existir entre duas pessoas, nenhuma instituição inventada pelo homem fará com que uma relação seja duradoura.

    Um grande abraço.


  17. O filme: de fato bem bonito.
    Gente linda, bem vestida… A mesa, parecia uma obra de arte: milimetricamente posta, coisa de anglo-saxão. O ambiente, embora chique, era esquentado pela alegria dos noivos.
    Sensível filme. Não me lembrou muito dos casamentos em que participei, a algazarra era maior… Rs!!

    Abraços.


  18. Maldita a hora em que encontrei o seu blog em dias de TPM!!! Meus olhinhos ficam marejando de água com todo texto seu. Com esse porque me identifique com o fato de não querer casar na igreja mas me emocionar ao ver tudo isso e imaginar, mas sei lá… me vi com os olhos cheios de lágrima e rindo com seu post sobre o bilhetinho coma lista de compras que você encontrou, fico imaginando a garota vendo seu blog e tendo um susto ao ver a letra dela…Ah, essa TPM! Ah essa minha cabeça que mais parece o “Fantástico Mundo de Bobby”, Ah esses seus textos…abraços, da nova fã!


  19. Nanda,
    hahaha obrigada! Eu AAAAMAAAAAVAAA O Fantástico Mundo de Bobby! Você já me conquistou aí! hahaha espero que continue visitando e deixando comentários fofos por aqui, um beijão!


  20. Uau, maravilhoso!!!! Quando eu tinha meus vinte e poucos anos eu nao queria me casar… que ideia mais maluca ficar presa a uma pessoa só? eu tenho tanta coisa pra fazer da minha vida… e minha vo idosa, minha filha meu sonho é que voce se case, na igreja, linda de vestido de noiva…. Quando ela faleceu me lembrei que nao tinha realizado o sonho dela, e que eu era mais velha, quer dizer ainda nao me batia aquela vontade louca de casar, ainda queria um emprego legal, queria viajar…
    Dai cheguei aos 30 ja com o emprego q pode nao ser o melhor do mundo, mas me permite realizar alguns sonhos como viajar pra Europa, e fazer um monte de coisas legais q só a independencia me permite fazer…
    Hoje tenho 31 anos e o casamento é meu unico sonho na vida… tenho amigas que vivem pra viajar, alias uma delas esta voltando pra Londres para fazer intercambio e eu estou trocando todas as dividas da independencia por dividas domesticas… SIM CASAR VIROU meu sonho absurdo, aquele que sonho todas as noites mas infelizmente é um sonho que como voce falou feito de duas pessoas e eu ainda nao encontrei alguem para realizar isso tudo comigo, pouco importa se sera na igreja (to ficando velha demais pra esse lance de vestido e todo glamour q uma noiva tem) mas quero sim algo especial com alguem especial e espero que um dia eu possa realizar isso para me sentir completa.
    Nao teve como nao me emocionar com o seu texto maravilhoso, porque é um assunto que me martela a mente todos os dias… :-)


  21. Oi Renata,
    Adorei esse seu post,nunca achei que encontraria alguém que tivesse os pensamentos tão parecidos com os meus!!
    Li seu blog pela primeira vez hoje,e já me apaixonei pela forma como você escreve!
    Adoraria conversar com você já que temos algumas coisas parecidas,sem contar que eu estou indo para Londres agora em agosto de 2012,queria saber de você como foram suas primeiras experiências nessa cidade enooorme!
    Bem,
    Um beijo,adorei você
    Itala


  22. Itala,
    que querida! Se quiser me mandar um email, ta aqui ó: falecom@rebiscoito.com.br


  23. Oi Re, eu amo ler suas aventuras, parece coisa de filme o jeito que vc conta, aliás só descobri o blog por causa de uma amiga minha, gostamos muito do que vc escreve. Então, queria te perguntar primeiro: Porque vc decidiu ir aí pra Londres, não sei se vc chegou a falar em algum post, mas eu fiquei super curiosa e outra coisinha… gostei muito da trilha sonora que você colocou no início do post, tem algum lugar que eu possa baixar as músicas desse cantor?

    Beijos ;)


  24. Oi Janai! :)
    Que bom que curtiu a trilha, eu coloco com o maior carinho esperando que as pessoas ouçam mesmo e gostem!
    Eu não sei onde tem pra baixar, mas provavelmente se você colocar no Google talvez ache. Escuto músicas pela internet então raramente baixo…

    Sobre Londres, eu decidi ir viajar porque tava meio infeliz com a minha vida profissional, não sabia direito o que queria… Daí meio que dei um “life break” sabe? E escolhi Londres porque lá podia estudar inglês e tinha bem a minha cara porque eu adoro música britânica por exemplo. Fora que estaria do lado de vários outros países na Europa que eu gostaria de conhecer. Eu explico tudo isso com muito mais detalhes nesse post aqui ó: http://www.embaixadorstb.com.br/diario-da-rebiscoito/eba-sou-embaixadora-stb-em-londres/

    Espero que goste! Um beeeeeeeijo


  25. Oi “rebiscoito”,

    Compartilho de sua ideologia sobre casamentos e confesso que são poucos os homens que se preocupam realmente com isso, mas é engraçado conhecer mulheres com esse tipo de opinião.

    Acabo de ler seu post e o que mais me impressionou foi a sua sutileza e o seu cuidado em compartilhar seus pensamentos.

    Colocar Brett Dennen logo no começo foi imprescindível e as fotos foram muito bem escolhidas.

    Mas devo assumir, o ápice está no vídeo da Naz Films. Eu não os conhecia e o trabalho deles é maravilhoso.

    É engraçado falar sobre um tema como esse e colocar belos elementos do pensamento oposto ao seu.

    Meu irmão mais velho irá se casar no final deste mês e assim como ele, um dia devo fazer o mesmo (talvez mais ao meu estilo), mas vendo o vídeo e lendo o post, acabei refletindo um pouco mais sobre a futura vida do meu irmão e pensar como será a minha.

    Agradeço e parabéns pelas palavras.

    Thiago


  26. Ler seu posto ouvindo as músicas que sugeriu, faz toda a diferença. Pelo menos pra mim.
    Só deu tempo de ouvir a primeira, mas parece que dá pra saber como você se sentiu. Enfim…
    Acho que combina comigo até certo ponto, e quase chorei quando li sobre seu avô.

    Em relação ao vídeo, preferi nem ver até o final, porque ao contrário de você, me deixa triste, porque tem 50% de chances de não passar por isso na minha vida, e eu queria. Não só por mim, mas também por meus pais, que de fato chorariam lágrimas de felicidade e orgulho.
    Mas, a vida segue como deve seguir.


  27. Jeeh Paura,
    não acho que você devia pensar assim… A gente sempre tem chances de viver coisas lindas e não devemos acreditar que não merecemos ou algo do tipo. Claro que não vai ser igual a esse vídeo, mas vai ser especial pra você. Vai ser a sua vez, com a pessoa que você ama e da maneira como vocês forem fazer… Nunca descarte esses momentos felizes!



Deixe seu comentário