Esses dias alguém postou essa frase no meu mural do Facebook:

Isso me fez pensar em como as coisas são engraçadas. Quando se mora fora do Brasil, e se é obrigado a se relacionar com as pessoas numa língua que não é a sua língua nativa, fica tão mais difícil de lidar com esse tipo de coisa… Claro que se o cara lançar um “I love you” em 3 dias, também vou achar ele louco, mas e se ele me chamar de “docinho” no dia seguinte?

Ok, isso soou muito brega em português, mas eu chamo meu namorado de “sweetie” de vez em quando. Anyway, conheci esse cara muito bonito dia desses numa balada em Amsterdam, ficamos, e foi no dia seguinte que aconteceu: enquanto trocávamos mensagens todas cheias de elogios, ele me chamou de “sweetie” e “love” em duas mensagens diferentes. Eu li, dei aquela gelada, mas ao mesmo tempo pensei: será que se fosse a língua nativa dele, ele me chamaria assim também? O cara era holandês, e obviamente estávamos conversando em inglês, então não sei até que ponto devo achar ele tosco ou não.

Por vía das dúvidas, preferi relevar, porque ele é uma graça e super legal. Mas entendem o meu ponto?

Ps. Sim, eu ainda vou escrever sobre a minha vinda pra Holanda e tal. Mas quis postar essa reflexão aqui no blog antes disso, pra saber o que vocês acham.

 
13
Compartilhe esse post:

13 comentários em ““É bonitinho, mas ama em 3 dias””

  1. Re, acho que n tem motivo pra surtar mesmo. Moro na australia e aqui ate os clientes do restaurante onde trabalho sometimes me chamam de love , sweetie. Acho que no Brasil o lance e diferente msmo


  2. Laiza,
    dei um curtir imaginário no seu comentário :)


  3. Tbm sou dessas que acho brega “docinho” mas chamo o namorado de sweetie
    Acho que o love e sweetie deles nao tem o mesmo significado que o nosso. O cara do caixa do tesco te chama de love. Um amigo de sweetie. É suuuper comum ainda mais depois de pegar o cara né?!
    Acho que eu ficaria preocupada se te chamasse de my girl, babe, etc


  4. Olá Re, bom sou uma grande fã do seu blog, te acompanho desde 2010. A gente já conversou por e-mail uma vez. hahah. Só passei aqui pra dizer que estou muito ansiosa com as postagens que vc irá fazer sobre sua vida na Holanda. Beijoss


  5. Você ainda tem namorado? Fiquei com essa dúvida desde que vi seus tweets. :S


  6. Encontrei seu blog por uma foto do Weheartit há algumas semanas e estou apaixonada! O blog é lindo e você também, gostaria de ter a mesma facilidade para escrever. O que mais me encantou foi a sua organização, eu amo/sou/viciada em post-it! :D


  7. Eu acho que no brasil ou em outros países, tudo engloba um conjunto de ações (apesar de nunca ter saído do Brasil) então estou imaginando, as pessoas tem seus costumes que nem sempre são de uma nação inteira, entendi seu questionamento, mas acho que um conjunto de ações, de tons, vai deixar mais claro, se existe “bregueza” ou naturalidade de um costume do CARA. E claro um questão de cultura como o pessoal já mencionou, tbm deve contar.
    Uma vez fiquei com um cara, Brasil x Brasil, e ele tinha esses costumes, de apelidinhos, e aprofundamento do relacionamento mt rápido, quando conversávamos por telefone ele despedia de um jeito estranho, amoreco …, não dava tesao essa situação, entre outros motivos e esse,acabou, hoje ele tem seu “amoreco” e eu meu namorado, acho que e uma questão de gosto, e de jeito pessoal de cada um.
    Agoro se for uma questão de costume cultural, não sei o que dizer.


  8. Coitado do garoto eu quis dizer: ele tem SUA amoreco. E não seu … Critico ainda deixo o cara com outra opção sexual. Rsrsrrsrsrrsrsrsrsrsrsrsrsrrsrrsrsrssrsr


  9. Sarah,
    tenho sim! Estamos morando junos na Holanda. É que nosso modelo de relação é meio diferente, talvez por isso você tenha ficado em dúvida ;)


  10. Lorena,
    sério? Eu adoro o Weheartit, que foto foi? Você lembra? :)
    E poxa, como assim minha organização? Nem eu me acho organizada.. hehehe


  11. Brigada por responder meu comentário Dona Rebiscoito :)


  12. Oi, Re! Isso lembrou que no meu intercâmbio em Londres, antes de conhecer o inglesinho, eu ficava com um tcheco que tinha nível d inglês A2, ou seja, péssimo. Mesmo assim ele me falava Love you, me chamava de girlfriend de princess e tudo o mais hahaha mas na verdade não tava NEM aí pra mim, mas eu acho que era a empolgação por se tratar de uma outra língua sabe? A pessoa tá louca pra falar esse tipo de coisa em inglês daí acaba falando. Já o namo inglês só chamava de ‘beautiful’ e ‘babe’, mas me falou um love you em menos de duas semanas depois que nos conhecemos. Mas foi sincero. Vai entender?? Acho que lá fora eles tem bem menos bloqueios do que o pessoal no Brasil, aqui homem é ensinado a ser machão e jamais vão ser carinhosos assim antes de sentirem-se completamente seguros…


  13. rsrsrs.. já vi pessoas assim aki no brasil, algumas são assim mesmo, é a forma q elas tem de tratar as pessoas, outras, se apaixonam pela gente de verdade.



Deixe seu comentário