Esses dias achei mais um daqueles projetos que me fez indagar: “Como não pensei nisso antes?!”. Tem tudo a ver comigo porque mistura experiências com estranhos e ilustrações.

Criado por três garotas da Califórnia, o projeto “When you’re a stranger” convida pessoas a ilustrarem situações irreais que eles viveram com pessoas reais. Sabe quando um estranho interage com você na rua, ou você vê uma cena bizarra e tem vontade de contar pra todo mundo? É uma ideia muito singela e interessante, porque estabelece um contato com o mundo dos estranhos que eu tanto amo! Já pensei em várias situações que eu gostaria de ilustrar, principalmente aquelas que vivo no transporte público. hahaha

Segue algumas das melhores ilustrações/histórias que eu achei.

YOU INVITED ME INTO THE KIDDIE POOL

“We were both drenched with sweat.
The dance party was among the most legendary.
She asked me to join her in the ankle-deep water.
She teaches acting for a living.”

YOU SAID I HAD A BEAUTIFUL VOICE

“I sat at the red light in my car, singing – okay, bellowing – along to the radio, channeling my inner Mariah Carey. Out of the corner of my eye I see the car in the turning lane inch up and stop, once, twice, three times. I panic. They’re trying to get my attention. “Maybe they want directions,” I think. So I turn my head to see a handsome, 40-something-year-old man with a friendly smile in the car next to me motioning for me to roll down the window. I turn down the blaring music and roll down my window. “You have a beautiful voice,” he says wryly as the light turns green. I laugh and thank him quickly before driving away. Maybe he was serious, maybe it was mockery – either way it was funny, and it made my Monday.”

YOU TALKED ABOUT HITLER ON THE FIRST DATE

“You were charming, you were cute, you were passionate. But somewhere between ordering drinks and getting our appetizer you started talking about Hitler and fluoride brain-washing by our government. I began to worry.”

YOU SERVED ME A PROVOCATIVELY SHAPED PASTRY

“He followed us into the bakery and walked behind the counter. He served us provocatively shaped pastries and asked us how old we were. We never did find out if he actually worked there.”

__________________________________________________________

E aí, curtiu? Contaí aí nos comentários a história que você gostaria de ver ilustrada! Quem sabe não rola uma inspiração e a gente faz uma versão brasileira? :)

 
5
Compartilhe esse post:

5 comentários em “Ideias inspiradoras: “Quando você é um estranho””

  1. HAHAHAHAHA, ai gente, o último.
    Pior que não lembro de nenhuma experiência assim com estranhos, e eu já tive várias, mas acabei esquecendo tudo por agora. :(


  2. Oieeee, na verdade o que vou escrever não e nada relacionado ao assunto mencionado acima e sim sob vc. Poxa eu e minha filha nos apaixonamos pelo seu blog ( chegamos nele através de sua viagem para Londres, minha filha tá indo p/ lá) só que percebemos que você parou de postar, adoramos sua forma de escrever e de se expressar , sofremos nos seus textos de amor… então te peço não some não. Beijosss.


  3. Oi Viviane!

    Que bom receber esse comentário! Desejo toda a sorte do mundo para a sua filha que vai pra Londres… Tenho certeza que ela vai amar e será um aprendizado enorme pra ela, uma das experiências mais incríveis que ela vai ter :D

    Eu sei que ando meio sumida, minha inspiração também tem andado longe de mim… hahaha mas juro que sofro por não postar tanto, não queria deixar o blog tão de lado assim. Sempre penso que preciso escrever, preciso colocar projetos para funcionar… Mas ai ai ai, desde que voltei (já faz mais de um ano!) ainda não me sinto 100% completa. Espero que isso passe um dia, mas por enquanto vamos levando a vida, né?

    Tudo de bom para vocês e obrigada pelo carinho!

    Beijos,

    Rê.


  4. Olá Rebiscoito!
    Nossa, adorei seus posts! Nunca tinha lido. Acabei de chegar de uma viagem e derrepente coloquei no google “é possível aprender a gostar de alguém com o tempo” e apareceu para entrar no seu site. PARABÉNS pelo blog. Não achei a resposta, mas fico mais tranquila em saber que milhares de mulheres também tem esses mesmos questionamentos angustiantes…
    bjinhus


  5. Estou imaginando o ser humano mais adequado para o novo milênio. Sei que estamos atrazados no projeto, mas a coisa fica mais ou menos assim: a poluição é um dado concreto, e tyambém os poluentes mais leves que o ar tendem a subir. Então o novo sder precisa de um nariz no calcanhar , aliás uma narina em cada perna ; claro que dois orgãos linfáticos devem sair do narisz antigo, com beleza e classe e devem, nos primeiros 1000 anos, irem se adaptando e fazendo parte, por simbiosa, das novas orelhas ; sim, elas precisam ser viradas para trás , já que o barulho das cidades é infernal. Uma nova membrana cobrindo os olhos e que poderia mudar de cor mediante ingestão de pigmentos com certos alimentos .Coisas para , por enquanto, por aqui. Na verdade, vivo de viaajar . E fiz meus testes em Xangai. Na boa, mas muito complexo: peguei dos trecos de telefones anticos e fixei nos ouvidos: o som ficou mais maneio e retirou os tons de augo, porque o chinês é como um pato pra falar; Procurei ficar sentado , num lugar de escada, onded podia ver a rua pelo chão. o ar ficou bacana. E coloquei uma lente de contato shing ling verde beterraba do campo . Fiquei meio alternativo mas meus olhos pararam de arder. Então, se liga e produz um novo ser humano pra nós. Como eu só viajo , o ano inteiro, não yenho ytempo de pensar que não poderei mais me apaixonar. Sou apaixonado por você desde aquele seu filme há dois anos ou mais e, veja, você ficou ligada no cara errado. Só isso. Os sentimentos são como o ar..estão ndando por aí….Fica esperta.



Deixe seu comentário