Hoje acordei e pensei: vai ser um bom dia. Levantei da cama cedo, fui na feira comprar legumes, dei comida pra Pandora, brinquei com ela, fiz café da manhã… E enquanto ia pro trabalho, debaixo daquele solzão quente, sentia o calor do sol, dava bom dia pras pessoas na rua… Sabe aquela pessoa irritantemente feliz? Então, era eu. Daí, chegando no trabalho, me deparo com um envelope em cima do teclado, todo escrito à mão, com o endereço dizendo “Brazil”, com Z mesmo. O selo era dos Estados Unidos, então logo pensei: não pode ser do Sam. Primeiro porque ele fala Brasil com S (eu que ensinei!), e segundo porque o selo não era do Reino Unido. Mas quem poderia me mandar uma carta tão bonitinha dos Estados Unidos? Não tenho amigos lá…

Daí abri toda ansiosa e eis o que vejo:

[clique na foto para ver maior]
Meus olhos se encheram de lágrimas, eu tinha certeza que o dia hoje ia ter mesmo bom. Lógico que mandei mensagem pra ele no mesmo minuto e ele ficou super feliz que chegou. Disse que num dia super ocupado ele acabou caindo em um site, achou bonitinho e resolveu me mandar uma carta. Mas como foi meio rápido e ele não tinha nada no histórico de e-mail, ele nem lembrava qual era o site. Ainda bem que a pessoa que escreveu a carta colocou o endereço atrás:

Primeiro eu estranhei que não tinha nem carimbo de data e apenas um selo sem muitas explicações. Endereço do remetente também não, daí descobri que era o projeto artístico de um americano chamado Ivan Cash, que assim como eu, trabalha com publicidade. Bom… Ele trabalhava. Há alguns anos atrás ele resolveu largar seu ~emprego dos sonhos~ numa agência em Amsterdam e começou esse projeto de escrever cartas para estranhos, já que ele amava escrever cartas mas com a correria da vida lhe faltava tempo. A gente recebe tantos e-mails por dia, que dá até agonia de ter que ler todos. Às vezes pode até ser um e-mail carinhoso de alguém que a gente gosta, mas nem se compara a recebermos uma carta escrita a mão dessa pessoa, né?

A ideia foi tão incrível que ele e seu time enviaram mais de 10 mil cartas, publicaram um livro e hoje em dia promovem um evento anual, que dura uma semana inteira e pessoas do mundo inteiro participam. Infelizmente não dá pra entrar no site e enviar uma carta, parece que o esquema é ficar de olho na fanpage do projeto para saber quando vai rolar o evento e mandar a sua carta. O desse ano rolou na primeira semana de novembro e eu tive sorte do meu namorado, que mora do outro lado do mundo, achar o site a tempo e me mandar uma cartinha! Fico imaginando quem foi a pessoa que escreveu, acho que foi uma menina porque a letra é super bonitinha e a pessoa se importou em escrever o nome do Sam com um coração e xxx com caneta colorida. <3

Essas são algumas fotos de cartas que já foram enviadas pelo Snail Mail My Email, olha que graça:

Agora me respondam:

Fiquei aqui pensando no quanto essa ideia é incrível e tem tudo a ver com o meu blog. Se eu fizesse um esquema desses de enviar cartas escritas a mão, todas caprichadinhas com ilustrações feitas por mim, quanto você pagaria pelo envio? Quem sabe não faço as contas do material e tempo que gastaria fazendo isso, e começo um projeto paralelo que deixaria meus dias e o dia de outras pessoas mais feliz?

 
9
Compartilhe esse post:

9 comentários em ““Snail Mail My Email” – do email, aos correios!”

  1. Daniele Milani

    04/12/2014 a 12:18:14

    Muito graciosos esses cartões!

    Adoro escrever cartas a mão. No começo do ano, fiz para o meu namorado (também britânico) uma caixa com algumas lembranças que trouxe de um feriado em Paraty e em cada lembrança anexei mini cartões personalizados com desenhos e histórias sobre as lembranças de viagens.

    Ele adorou! Pena que não é tão romântico a ponto de me mandar algo pelos Correios também. Vou à cidade dele no final do ano e espero receber (pessoalmente, mesmo) os chaveiros que ele compra pra mim durante suas viagens de trabalho ao exterior (adoro colecioná-los).

    Beijos e bons dias,

    Daniele.


  2. Daniele,

    nossa, agora que vc falou isso do seu namorado não ser tão romântico e te mandar cartas, me deu um estalo: eu tenho mesmo muita sorte, né? Caras não fazem muito isso mesmo, e em pouco tempo de namoro meu namorado mandou duas e eu nenhuma!

    E olha que eu amo mandar cartas, vou preparar uma surpresa pra ele como essa sua que vc falou que mandou pro seu. Mas acho que vou deixar pra mandar no ano que vem, porque ele vem pra cá no começo do ano. :D


  3. Luanna,
    pensei exatamente no Her, até ia citar no texo e acabei esquecendo, depois vou atualizar porque também fiz um post sobre esse filme aqui no blog e AMEI o filme.

    post: http://rebiscoito.com.br/2014/02/12/como-explicar-o-amor-em-tempos-modernos/

    Que bonitinha você com o seu boy também! Eu preciso muito mandar mais coisinhas pro meu… <3
    Faz tão bem quando chegam as coisas dele, um simples papelzinho já faz toda a diferença!

    Beijoca :D


  4. Helena Merlo

    05/12/2014 a 11:12:17

    Até lembrei das nossas cartas. Super apoio o projeto. Até me disponibilizo pra participar, kkkkkkk. Mas pagaria acho que umas 10 dilmas. Até porque eu mesma gosto de fazer minhas cartas.


  5. José Daidone

    07/12/2014 a 19:52:13

    Achei genial a ideia, amo fazer essas surpresas pra pessoas que eu gosto.

    Falta só eu ter uma namorada de novo agora e eu com certeza seria “cliente” disso! :) )))

    ps: não perco um post daqui.


  6. Namorando outro cara Renata?
    Você realmente não mente quando diz que tem 50 amores da vida em somente 1 ano.
    hahahahahahahaha
    Seu coração é mais confuso que você mesma.
    Coitado dos caras que aceitam namorar com você, poque não sabem o quão instavel você é..


  7. Oi ~Camila~, tudo bem?

    Tenho até mais de 50 ~amores da vida~ em um ano, isso é modo de dizer beibe. Morro de amores a cada paixão platônica de metrô que tenho, por exemplo, então já perdi a conta de quantos ~amores da vida~ já tive. Agora caras pra relacionamento mesmo, são poucos. Realmente não é nada fácil lidar comigo. Poucos caras conseguem lidar com mulheres decididas e de opinião forte, então, quando realmente gosto de alguém e a pessoa também gosta de mim, não tenho o menor medo de embarcar em um relacionamento sério. Instabilidade é algo que não reina na minha vida, muito pelo contrário. Se vc lesse meus textos prestando mais atenção ia perceber quando é pra me levar a sério ou não.

    Beijos carinhosos, Rebiscoito.


  8. [...] a outra. – A Rê recebeu uma carta fofa e surpresa, foi atrás para saber mais e descobriu o projeto Snail Mail My Email. Fiquei morrendo de vontade de mandar uma carta através do projeto, tô de olho para ver quando [...]


  9. Oi Rê! Acho que nunca comentei aqui, mas me identifico tanto, mas tanto com suas histórias! Adoro me jogar no desconhecido e me apaixonar loucamente. Vim morar em Londres durante um tempo, e já me imaginei me jogando em vários amores loucos e arrebatadores, mas no meu terceiro mês acabei sendo fisgada. Estou com essa pessoa já a 7 meses e monogâmica a 3 meses, ainda assustadíssima com a ideia (essa instabilidade pode me fazer jogar tudo pro alto em um clique), mas já entendi que nossa liberdade é assim mesmo, a gente vai se jogar no que quer, quando quer.

    Amei a ideia das cartas!

    Nossos amores são presente. Muitos amores e cartinhas deliciosas pra você!
    Um abraço!



Deixe seu comentário