Hoje acordei e pensei: vai ser um bom dia. Levantei da cama cedo, fui na feira comprar legumes, dei comida pra Pandora, brinquei com ela, fiz café da manhã… E enquanto ia pro trabalho, debaixo daquele solzão quente, sentia o calor do sol, dava bom dia pras pessoas na rua… Sabe aquela pessoa irritantemente feliz? Então, era eu. Daí, chegando no trabalho, me deparo com um envelope em cima do teclado, todo escrito à mão, com o endereço dizendo “Brazil”, com Z mesmo. O selo era dos Estados Unidos, então logo pensei: não pode ser do Sam. Primeiro porque ele fala Brasil com S (eu que ensinei!), e segundo porque o selo não era do Reino Unido. Mas quem poderia me mandar uma carta tão bonitinha dos Estados Unidos? Não tenho amigos lá…

Daí abri toda ansiosa e eis o que vejo:

[clique na foto para ver maior]
Meus olhos se encheram de lágrimas, eu tinha certeza que o dia hoje ia ter mesmo bom. Lógico que mandei mensagem pra ele no mesmo minuto e ele ficou super feliz que chegou. Disse que num dia super ocupado ele acabou caindo em um site, achou bonitinho e resolveu me mandar uma carta. Mas como foi meio rápido e ele não tinha nada no histórico de e-mail, ele nem lembrava qual era o site. Ainda bem que a pessoa que escreveu a carta colocou o endereço atrás:

Primeiro eu estranhei que não tinha nem carimbo de data e apenas um selo sem muitas explicações. Endereço do remetente também não, daí descobri que era o projeto artístico de um americano chamado Ivan Cash, que assim como eu, trabalha com publicidade. Bom… Ele trabalhava. Há alguns anos atrás ele resolveu largar seu ~emprego dos sonhos~ numa agência em Amsterdam e começou esse projeto de escrever cartas para estranhos, já que ele amava escrever cartas mas com a correria da vida lhe faltava tempo. A gente recebe tantos e-mails por dia, que dá até agonia de ter que ler todos. Às vezes pode até ser um e-mail carinhoso de alguém que a gente gosta, mas nem se compara a recebermos uma carta escrita a mão dessa pessoa, né?

A ideia foi tão incrível que ele e seu time enviaram mais de 10 mil cartas, publicaram um livro e hoje em dia promovem um evento anual, que dura uma semana inteira e pessoas do mundo inteiro participam. Infelizmente não dá pra entrar no site e enviar uma carta, parece que o esquema é ficar de olho na fanpage do projeto para saber quando vai rolar o evento e mandar a sua carta. O desse ano rolou na primeira semana de novembro e eu tive sorte do meu namorado, que mora do outro lado do mundo, achar o site a tempo e me mandar uma cartinha! Fico imaginando quem foi a pessoa que escreveu, acho que foi uma menina porque a letra é super bonitinha e a pessoa se importou em escrever o nome do Sam com um coração e xxx com caneta colorida. <3

Essas são algumas fotos de cartas que já foram enviadas pelo Snail Mail My Email, olha que graça:

Agora me respondam:

Fiquei aqui pensando no quanto essa ideia é incrível e tem tudo a ver com o meu blog. Se eu fizesse um esquema desses de enviar cartas escritas a mão, todas caprichadinhas com ilustrações feitas por mim, quanto você pagaria pelo envio? Quem sabe não faço as contas do material e tempo que gastaria fazendo isso, e começo um projeto paralelo que deixaria meus dias e o dia de outras pessoas mais feliz?

 
9
Compartilhe esse post:

Esses dias achei mais um daqueles projetos que me fez indagar: “Como não pensei nisso antes?!”. Tem tudo a ver comigo porque mistura experiências com estranhos e ilustrações.

Criado por três garotas da Califórnia, o projeto “When you’re a stranger” convida pessoas a ilustrarem situações irreais que eles viveram com pessoas reais. Sabe quando um estranho interage com você na rua, ou você vê uma cena bizarra e tem vontade de contar pra todo mundo? É uma ideia muito singela e interessante, porque estabelece um contato com o mundo dos estranhos que eu tanto amo! Já pensei em várias situações que eu gostaria de ilustrar, principalmente aquelas que vivo no transporte público. hahaha

Segue algumas das melhores ilustrações/histórias que eu achei.

YOU INVITED ME INTO THE KIDDIE POOL

“We were both drenched with sweat.
The dance party was among the most legendary.
She asked me to join her in the ankle-deep water.
She teaches acting for a living.”

YOU SAID I HAD A BEAUTIFUL VOICE

“I sat at the red light in my car, singing – okay, bellowing – along to the radio, channeling my inner Mariah Carey. Out of the corner of my eye I see the car in the turning lane inch up and stop, once, twice, three times. I panic. They’re trying to get my attention. “Maybe they want directions,” I think. So I turn my head to see a handsome, 40-something-year-old man with a friendly smile in the car next to me motioning for me to roll down the window. I turn down the blaring music and roll down my window. “You have a beautiful voice,” he says wryly as the light turns green. I laugh and thank him quickly before driving away. Maybe he was serious, maybe it was mockery – either way it was funny, and it made my Monday.”

YOU TALKED ABOUT HITLER ON THE FIRST DATE

“You were charming, you were cute, you were passionate. But somewhere between ordering drinks and getting our appetizer you started talking about Hitler and fluoride brain-washing by our government. I began to worry.”

YOU SERVED ME A PROVOCATIVELY SHAPED PASTRY

“He followed us into the bakery and walked behind the counter. He served us provocatively shaped pastries and asked us how old we were. We never did find out if he actually worked there.”

__________________________________________________________

E aí, curtiu? Contaí aí nos comentários a história que você gostaria de ver ilustrada! Quem sabe não rola uma inspiração e a gente faz uma versão brasileira? :)

 
5
Compartilhe esse post:

É amigos… Eu finalmente a conheci em carne e osso. Na verdade, não esperava que isso fosse acontecer algum dia mas acho que posso dizer que estou realizada. Ela esteve aqui em Londres para falar de seu novo filme, “The Future”, e eu acho que fui uma das primeiras a comprar o ingresso, graças a uma amiga que me mandou o link do evento.

Na verdade, Miranda não falou de seu novo filme. E nem mesmo de seu novo livro, que ela acabou de lançar mas ainda nem estava nas lojas. Ela fez uma apresentação incrível sobre desconhecidos – um dos assuntos que mais me desperta interesse nesses últimos anos.

Eu não sei ser tiete, mas quando estava na porta esperando tudo começar, minhas pernas tremeram assim que ela saiu de dentro do auditório. Foi uma surpresa… Eu ali parada pensando onde ela estaria naquele momento e de repente ela abre a porta bem em frente a mim e começa a andar entre as pessoas. Não tive coragem de dizer nada, apenas dei um sorriso quando ela olhou nos meus olhos. Ela parou para conversar discretamente com algumas pessoas e aparentava pedir algo, já que elas atenciosamente mexiam em suas bolsas e carteiras enquanto falavam com a Miranda. Só fui entender isso quando o “show” começou.

Fomos recebidos por um cara gigante vestido de diabo (?). Ele era literalmente gigante e super engraçado, parece que recebe as pessoas em todos os eventos realizados pela School of Life.

Miranda começou falando sobre os desconhecidos que estavam perto da gente. Sugeriu que cada um de nós pegasse no braço do desconhecido ao lado, e imaginasse algumas possibilidades futuras com esse estranho como por exemplo: nunca mais ver ele novamente, ou conhecer os filhos deles depois de se tornarem adultos… Enfim, ela fez o povo rir e falou coisas corriqueiras e estranhamente tocantes, como só ela consegue fazer. Para quem quiser ler o discurso na íntegra, achei o texto original aqui.

Logo depois ela sentou na cadeira e colocou uma pinça de sobrancelha em uma almofadinha giratória em cima da mesa, cuja a câmera que aparecia no telão filmava. Ninguém entendeu nada, até ela chamar o desconhecido da platéia que era dono daquela pinça. Ele foi até lá, sentou na cadeira ao lado e foi entrevistado de um jeito bem inusitado. A intenção da coisa toda era que nós, pessoas da platéia, tivéssemos a oportunidade de conhecer alguns dos desconhecidos que estavam presentes no evento, “gente como a gente”.

“Você pode descobrir muito sobre um desconhecido de acordo com o que ele guarda na carteira.”

É isso que Miranda July queria nos fazer entender. Depois de entrevistar o cara da pinça, ela a colocou em um envelope com uma carta dentro, como se fosse um diploma, assinada por ela e pelo dono do objeto. De repente ela anunciou que iria leiloar aquele envelope, e começou um leilão ali mesmo. Mas antes ela nos garantiu que o dinheiro seria usado por uma boa causa. Acreditam que ela vendeu a pinça por £ 125? Isso da aproximadamente R$ 375!

Anyway… Miranda entrevistou mais duas pessoas depois do cara da pinça e repetiu os mesmos passos, leiloando os objetos após a entrevista. Eles contaram o dinheiro e deu aproximandamente £ 232, então ela nos pediu para que fechassemos os olhos e abaixassemos a cabeça para refletir: “Você está precisando deste dinheiro? Talvez tenha existido alguma época na sua vida em que esse dinheiro faria uma diferença enorme, ou talvez essa época seja agora. Então quero que vocês sejam realmente sinceros e levantem o braço se são uma das pessoas que teria sua vida mudada por esta quantia de dinheiro.”. Todos ficamos em silêncio e não tinha como saber quem estava de mãos levantadas pois estávamos de olhos fechados. Depois de um tempo ela nos mandou abrir os olhos e disse que havia dado o dinheiro para um dos desconhecidos de braço levantado. Aposto que nessa hora muita gente pensou: “Droga, por que eu não levantei a minha mão?” hehehe eu pensei.

Assim que o show terminou, todos nós aplaudimos de pé e começamos a formar a fila para receber um autógrafo no livro. Eu, obviamente, comprei os 2 livros que estavam vendendo lá: “No one belongs here more than you.”, que é o penúltimo livro que ela lançou, e “It chooses you”, que anida não estava nas lojas mas eles estavam vendendo lá com exclusividade.

Ah! Esse é o trailler do filme dela que entrou nos cinemas daqui de Londres dia 4 de novembro mas eu ainda não vi:

Alguém aí já conseguiu assistir? Bom.. Espero que tenham gostado do post tanto quanto eu gostei de conhecer a Miranda! <3

Leia também o post Pessoa Favorita, que foi outro post que escrevi depois que vi um vídeo intrigante dela.

 
19
Compartilhe esse post:

Hoje é dia do amigo, galera! E para comemorar, tenho uma notícia muito boa: agora também tem Threadless no Brasil! Não é demais? Eu já comprei no site deles mas confesso que às vezes deixava de comprar por ter medo que desse algo errado, mas agora eles falam português e dá muito mais segurança para comprar!

Mas Rebiscoito, o que é Threadless?

A Threadless é uma das minhas marcas de camiseta preferida! Eles tem umas estampas incríveis e a qualidade das camisetas também é ótima (eu tenho e garanto!). Na real, quem faz as estampas das camisetas somos nós mesmos. Qualquer um pode criar um perfil lá e colocar sua estampa para votação. A galera escolhe as mais legais e elas viram camisetas. Vários amigos meus que são designers já enviaram estampas pra lá, e eu adoro entrar no site vez ou outra para ver e votar. Tem uma mais linda que a outra!

O bacana é que se o ilustrador tiver sua estampa selecionada, ele ganha uma graninha também, não fica só pra marca.

Eu quero uma camiseta deles, o que tenho que fazer?

Para a sorte de vocês, consegui 2 cupons de 25 dolares para sortear aqui no blog. Vão ser 2 ganhadores que terão um crédito de U$25 para usar na camiseta que quiserem, é só escolher no site!

Para concorrer, é preciso que você siga o perfil da Threadless Brasil no Twitter, e curta a página deles no Facebook. Daí é só deixar um comentário aqui no post dizendo que tá participando, que eu vou sortear randomicamente na sexta feira a tarde. Mas ó, tem que colocar o email certinho no comentário para eu poder entrar em contato e dar o prêmio depois, ok? Se algo der errado, eu sorteio outra pessoa no seu lugar! E de preferência, coloque seu perfil no Twitter pra ficar mais fácil de anunciar quem ganhou.

O sorteio é válido para todo mundo que mora no Brasil, afinal eles entregam no país inteiro. Quem não seguir as regrinhas citadas acima estará automaticamente fora do sorteio. Os ganhadores serão anunciados na sexta feira, dia 22 de julho. É só ficar de olho no meu Twitter que provavelmente eu falarei bastante sobre isso no dia.

Promoção do Dia do Amigo

Se você quer garantir a sua camiseta independente do sorteio, aproveite que hoje é Dia do Amigo e o site tá com uma promoção de 25% de desconto nas compras a partir de US$ 25. Mas ela só fica no ar até amanhã ao meio dia! Então corra, e boa sorte ;D

Sorteio encerrado!

Dessa vez o poder feminino falou mais alto e 2 meninas foram sorteadas. Parabéns @rafaelladm e @vihfreitas!!! Vou entrar em contato com vocês por e-mail para dar as instruções do que vocês precisam fazer para poderem usar seu cupom. E quem não ganhou, não desanime! Espero fazer muitos outros sorteios de coisas bacanas aqui no blog pra vocês! <3

 
95
Compartilhe esse post:

Você morre de vontade de fazer uma tatuagem mas nunca achou o desenho ideal para marcar sua pele para sempre? Então essa é a solução para seus problemas!

A Tattly é uma loja virtual que vende várias tatuagens temporárias, super moderninhas e descoladas. Nada daquelas tatuagens podres que vinham no chiclete ou que a gente comprava em cartelas quando era criança. Eles tem uns desenhos bem bonitinhos, que podem ter tudo a ver com você! Dá para comprar algumas e usar como teste colocando nos lugares que você pretende fazer uma de verdade para ver como vai ficar. Quem sabe você não gosta e acaba fazendo a definitiva depois?

As tatuagens são super simples de aplicar e não são caras. Cada cartela com 2 tatuagens iguais custa em torno de 5 dolares e o custo do envio, para quem está fora dos EUA, é de apenas 2 dolares. Elas são feitas por designers diferentes e eles ganham uma grana de acordo com a venda das tattoos que fizeram. Para remove-las, também é super fácil: uma esponjinha com água e sabão resolve. Ou, pegar um pedaço de fita adesiva e colocar em cima para ir “arrandando” ela aos poucos.

Gostou? Compartilhe com os amigos no Facebook ou no Twitter, clicando nos ícones aí em baixo ;D

 

 
3
Compartilhe esse post:

Sempre fui apaixonada por coisinhas feitas de papel. Antes de me aventurar profissionalmente nesse mundo mágico chamado internet, trabalhava como designer fazendo cartões tridimensionais na Origami. Era apaixonada por cortar, dobrar, colar… Aliás, depois que comecei a trabalhar com internet acabei deixando isso um pouco de lado mas quando vejo algo como esses eletrônicos antigos feitos de papel, eu piro! Mesmo porque, sei o quanto é difícil ter a firmeza e a paciência de cortar pedacinho por pedacinho, beirando a perfeição assim:

Continue lendo…

 
4
Compartilhe esse post:

“Como nunca pensei nisso antes?” foi a primeira coisa que me veio a cabeça ao ver esse vídeo. Vivo matutando ideias para surpreender pessoas com bilhetes, sorrisos, surpresas, presentes e não é nada fácil, sabe? Mas as melhores ideias são sempre as mais simples. Talvez isso que as torne tão incríveis. E quando eu acho pessoas que fazem o mesmo, me dá uma alegria no coração, uma vontade de mostrar pra todo mundo e mais ainda: a vontade de continuar surpreendendo pessoas, sempre.

Não vou me alongar muito nessa introdução, mas olha só que pessoa incrível! Vou traduzir a seguir o que ele fala no início do vídeo, então se você não souber inglês ou espanhol, leia antes:

“Oi,

você não me conhece e eu também não te conheço, mas isso não importa.

Continue lendo…

 
20
Compartilhe esse post:

Este ano, um pouco antes do início do São Paulo Fashion Week, participei de um freela para fazer uma animação pro IG. Foram longas 4 noites, onde eu saía do trabalho e ia direto pro Parque do Ibirapuera fotografar e só saía de lá de madrugada! O resultado está aqui: 30 segundos de um stop motion feito com lanternas!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=bQh8rJGHOE8]

 
4
Compartilhe esse post: